Instituto Nair Valadares – INAV

PROJETO, Entrando na Roda projeto Informática.

O Instituto Nair Valadares, fundado em Novembro de 2000, iniciou suas atividades em Janeiro de 2002. Atualmente localizado no Riacho Fundo II, atende 196  crianças na faixa etária de 03 e 04 anos de idade (alocados nas turmas do Maternal II) e 04 (quatro) anos (alocados nas turmas do I Período), no período de 07h30 as 17h30.

O INAV em parceria com a Assistência Social Casa Azul, lançou o “Projeto Entrando na Roda”, que é um programa de apoio sociofamiliar com o objetivo de fortalecer a família, a partir de suas singularidades, estabelecendo de maneira participativa um plano de trabalho que valoriza a capacidade de encontrar soluções para os problemas enfrentados, com o apoio de profissionais habilitados.  O Projeto oportuniza a comunidade de se profissionalizar de forma teórica e pratica, inserindo-as no mercado de trabalho formal por meio de cursos, oficinas e palestras.

Descrição do projeto

O projeto Informática inclusiva tem como objetivo ofertar cursos de informática básica para a comunidade do Riacho Fundo II e possibilitar a Inclusão Digital. Para o desenvolvimento das oficinas serão selecionadas a cada trimestre, 100 (cem) pessoas da comunidade do Riacho Fundo II, divididas em 4(quatro) turmas que se alternarão nas oficinas de informática. Cada oficina terá 02 (duas) horas de duração e ocorrerá das 08h00 as 10h00, na sala de informática do instituto. As aulas de Inclusão Digital tiveram o objetivo de contribuir para a diminuição do desemprego das mulheres através da qualificação profissional e inserção de pessoas desfavorecidas no mercado formal de trabalho.

As aulas de Inclusão Digital consistiam em conceder conceitos e princípios de utilização básica das ferramentas Windows, Word, Excel, Power Point, Internet e digitação.

As cursistas tiveram orientações de cadastros em sites de emprego, abertura de conta de e-mail, sites, redes sociais, confecção de currículos dentre outros, sendo todas certificadas pela Fundação Bradesco ao final do curso.

Apoiado pelo GCCM no total de R$ 24.970,00em 2016-2017.

Voltar